28.12.15

A sobrevida do papel

Livrarias que vendem um só livro e sebos são sinais de que os livros impressos vão melhor do que pensávamos - embora tenham perdido o papel central na cultura contemporânea.



Ai, que medo!

Medos profundos retratados na tira Deep Dark Fears.

22.12.15

Choque de monstros

Uma conversa entre dois dos meus ídolos: Steven Johnson e Brian Eno falam sobre arte e tecnologia.

Whooooooooo!!

Uma análise rigorosa do The Star Wars Holiday Special - provando mais um vez que um bom escritor tira material de pedra, (Obviamente estou falando do texto, não do programa.)

19.12.15

O mundo em números

From Paris to Syria through San Bernardino to Afghanistan, the world witnessed obscene and unsufferable tragedy in 2015. That was on top of the ongoing misery of hundreds of millions who are literally stunted by poverty, living lives shortened by preventable disease and malnutrition. But for all of that, 2015 also saw continued progress toward better quality of life for the considerable majority of the planet, alongside technological breakthroughs and political agreements that suggest the good news might continue next year and beyond. Tragedy and misery are rarer than they were before 2015—and there is every reason to hope they will be even less prevalent in 2016.

Um guia para os quadrinhos

Uma lista de obras que cobrem praticamente todas as tendências dos quadrinhos atuais para quem quer começar. (E os melhores de 2015.)

16.12.15

ET telefone Terra

Em 1997, um sinal que sugeria vida inteligente foi detectado por um astrônomo. Não deu em nada, mas foi uma oportunidade de testar os protocolos de ação em caso da descoberta de vida alienígena. Que são organizados o suficiente para serem furados pelo Twitter.



Buenos Aires invadida

Huellas de una invasion é um curta baseado no clássico dos quadrinhos argentinos El Eternauta.

Melhores do ano

O New York Times usou uma maneira muito interessante para decidir as suas matérias de destaque em 2015: aquelas nas quais os leitores gastaram mais tempo. O Long Reads usou o tradicional método de escolher as que deram na telha, mas a lista é ótima.

"Pavê ou pacomê?"

Se tem natal, tem confusão em família. E quanto mais gente na festa, maior o barraco. Existem muitos motivos, das piadas ruins do seu tio intolerante a outros mais difíceis de identificar.

14.12.15

Eu achava que ele era fã do Superman

Andy Warhol dirigiu um filme do Batman e você pode ver uns pedaços do resultado. Trilha do Velvet Underground, mas é claro!

Página dominical

Peanuts, Popeye e Fantasma são apenas algumas das tiras clássicas ressuscitadas em versões podreira ssinadas por autores brasileios no projeto Capitão América e Seus Amigos.

12.12.15

8.12.15

Não é (só) nostalgia

Embora a cultura digitalizada tenha a vantagem do acesso imediato - e infinito se levarmos em conta a pirataria - os meios físicos têm algo que facilita a descoberta do que não estamos procurando.

Pavor à discordância

When intelligent people openly declare that logic applies only to the extent that it corresponds to doctrine and shoot down serious questions with buzzwords and disdain, we are dealing with a faith. As modern as these protests seem, in their way, they return the American university to its original state as a divinity school—where exegesis of sacred texts was sincerely thought of as intellection, with skepticism treated as heresy.

7.12.15

1984 por toda parte

Não é algo inofensivo quando as empresas falam como pessoas - seja no Facebook, na embalagem daquele suquinho ou em uma propaganda - e se atribuem emoções, ocorre uma erosão da linguagem emocional, que tem consequências pessoais e políticas sérias.

Suuuuuper-amigos

Vinte vezes que Batman e Super-Homem se enfrentaram.

3.12.15

Anote na agenda

Um restaurante dedicado ao porco, uma brasserie num shopping e um Izakaya são alguns dos restaurantes novos e interessantes de São Paulo.

Faixa-bônus

A desmaterialização da música teve muitas consequências. Uma delas foi o fim das faixas escondidas.

24.11.15

No supermercado da cultura

Uma universidade no Canadá cancelou aulas de Yoga porque a prática seria um exemplo de apropriação cultural. Ao contrário: o Yoga é um produto indiano para exportação - um exemplo de como esse fenômeno é muito mais complexos do que os gritões querem dar a entender.

13.11.15

Máquina do tempo

Aos 18 anos, Peter Emshwiller gravou uma entrevista com sua versão futura - que só respondeu 38 anos depois. Jeremiah McDonald fez o mesmo, mas aos 12 e 32 anos de idade. Fiquei com vontade - e medo - de fazer uma dessas.

Brincadeira do copo

FC continues in spite of these scandals. Given the long history of sexual abuse allegations and other horror stories, Stubblefield should have known that the ideomotor effect might have been at work. Understanding why she didn’t is a complicated question. Stubblefield was not a single reckless actor who fell prey to romantic irrationality. She was embedded in a pseudoscientific community that has consistently suppressed doubt and boosted the unreliable methodology of FC.

10.11.15

Capsula do tempo

Em 1977,Peter Emshwiller - então com 18 anos, se sentou em frente a uma câmera e gravou perguntas para o seu eu futuro. Trinta e oito anos depois ele parou para responder.

Terríveis, mas charmosas

Em 1998, a Nintendo lançou uma câmera para o Game Boy. Com resolução de 256×224 pixels e quatro tons - com uma impressora disponível. Para ter ideia da qualidade, dê uma olhada nessas fotos de Nova York feitas na virada do século. Com um pouco de esforço, teve gente que conseguiu fazer fotos coloridas.

Control + Z

Que tecnologias deviam ser desinventadas? Armas nucleares e paus de selfie, segundo alguns tecnófilos. Eu voto nas caixas de som dos celulares e nas sementes que não são férteis partir da segunda geração.

8.11.15

Nem é difícil

Uma análise do porquê humor é humor a partir de um episódio de Seinfeld sobre os cartuns da New Yorker. (Partes 2 e 3)

Torre de Babel

Mais de 320 línguas são faladas nos EUA - são cerca de 60 milhões de pessoas que não usam prioritariamente inglês em casa. Nova York e Los Angeles são as cidades com mais variedade.

30.10.15

Os erros dos cientistas

Alguns métodos para diminuir a influência das falhas de percepção humanas na pesquisa científica. Supondo erros honestos, obviamente.



Um modelo para a venda de órgãos

When I donated a kidney a few months ago to a total stranger, I wasn’t thinking about market forces. I had simply realized that I couldn’t bear to have two healthy kidneys while knowing that someone out there would certainly die of renal failure. When I was wheeled out of the hospital, I began wondering what could be done, economically or socially, to make more people open to the idea of organ donation.

24.10.15

A carne do futuro

A produção de carne barata tem um grande impacto ambiental. Por isso a produção de alternativas vegetais mais interessantes do que carne de soja é uma área em desenvolvimento.

Só parece fácil

Cozinhar um ovo parece simples, mas é preciso harmonizar três fatores diferentes: consistência da clara, da gema e a dificuldade de descascar. Esse guia explica como.

Religião X Ciência

Segundo uma pesquisa americana recente, religiosos vêem menos conflitos entre ciência e religião do que não-religiosos. Uns poucos pontos principais trazem atrito: a evolução das espécies e o Big Bang. Só a natureza da realidade e o nossa posição nela, coisa pouca.

Agora com mais queijo!

Todos os novos emoji no mais importante upgrade do iOS de todos.

Eu sempre uso "wordpass098"

Uma menina americana de sexta série criou um negócio vendendo senhas seguras. Genial!

23.10.15

Esqueça o livro, leia a resenha

Uma ótima resenha de Purity, novo livro de Jonathan Franzen - um texto tão bom de ler que você nem precisa saber quem é Franzen.

O maior inventor do mundo

O americano Lowell Wood é um inventor extremamente produtivo, tendo superado Edson em patentes registradas.


18.10.15

Filantropia de Livre Mercado

Bill Gates, George Soros e outros megafilantropos colocam seu muito dinheiro para trabalar pela melhoria do mundo nos seus termos. Conceitos como "democracia" ficam de lado, mas isso é necessariamente ruim?

16.10.15

O Fim do Mundo

Acho que eu comprei umas cinco edições da Playboy na vida - uma delas sendo uma coletânea de entrevistas. Embora normalmente seja uma piada, dizer que compra a revista por causa dos artigos se torna totalmente razoável ao se ler uma seleção dos melhores textos publicados em Playboy - cuja versão americana vai parar de publicar mulher pelada em breve.

(Inclusive sou forçado a admitir que eu preferia ter feito uma entrevista dessas do que ter conhecido intimamente alguma dessas moças.)

11.10.15

Vamos brincar, vamos brincar com Playmobil

This, in my opinion, is where Playmobil’s virtue lies. No one would argue that Lego does not inspire creative, constructive play. But more and more Lego relies on its associations with pop culture in order to catch a child’s attention. The child may build and create, but the narrative is simply copied from the movie. It’s easy to snark, but Playmobil has quietly walked a different path over the past decade—slower, less flashy, more generic scenarios, much fewer licensing deals. This type of unscripted play is very good, for children and the culture. Playmobil may hold tighter to ideals of independent, imaginative narrative play, and it represents a less crass, less marketed, less ironic or knowing type of play.

E você se achava guloso

O soldado polonês Charles Domery comia gatos, grama, velas e tudo mais que pudesse - além de desertar do exército do seu país para ter mais comida no exército francês.

9.10.15

No soup for you!

O comitê do Nobel vai fazer de tudo para não dar o prêmio de literatura para o Murakami. Até premiar Svetlana Alexievich, a primeira escritora de não-ficção depois de cinquenta anos.



5.10.15

Cocaphernalia

Nos anos 70, cheirar era tão normal nos EUA que havia um monte de anúncios de acessórios para cocaína. Muito obrigado, Nixon!

O Dalai-Lama aprova!

Se seus monges estão faltando muito e falta um som na hora de meditar, experimente esse gerador de música budista.

2.10.15

30.9.15

Unitasking

I’ve been studying the psychology of online connectivity for more than 30 years. For the past five, I’ve had a special focus: What has happened to face-to-face conversation in a world where so many people say they would rather text than talk? I’ve looked at families, friendships and romance. I’ve studied schools, universities and workplaces.

27.9.15

Todo mundo come, todo mundo morre

Like everyone else, I believe every word in those articles. And when my gaze reaches the fifth paragraph, the one that inevitably quotes the university professor who has conducted the latest fear-inducing study, I nod slightly and tell myself that somehow I knew it all along, that I always had a feeling that this meat, or that vegetable, was quickening my demise.

Which is strange because at the same time, I believe that food is keeping me alive.

23.9.15

Quero as minhas em bacon

Comidas que têm 200 calorias em imagens.

Gente que vale muito

A Época publicou uma matéria sobre os medicamentos que o SUS só fornece por ordem judicial. É um texto estranho, que tenta chamar a atenção para a "injustiça" de alguns pacientes terem mais recursos destinados a si do que dezenas de outros anualmente. Por outro lado, as declarações dos políticos ligados à saúde citadas são bestiais - como chamar de "indústria" advogados que se especializam em conseguir os remédios receitados e dar a entender que os médicos só receitam esses tratamentos porque recebem subornos das farmaceutícas.

No caso particular do personagem da matéria, a coisa se complica um pouco: há um outro tratamento possível e mais barato: o transplante de medula. Embora também não sej simples, não é como se a única alternativa para ele fosse receber 800 mil em medicamentos anualmente. Talvez fossem necessárias regras mais claras para determinar que caminhos o paciente devesse percorrer antes de ter acesso a esses medicamentos mais caros.

É fato que o dinheiro sai de algum lugar e que não é infinito. Mas acusar esses pacientes de cometerem alguma injustiça é absurdo: não é somente por falta de recursos que o Brasil ainda lida com doenças facilmente curáveis ou tratáveis.

Departamento de Aquisições



A descoberta do ano

A terceira legenda universal para os cartuns da New Yorker.

21.9.15

Com carne de verdade!

Imagine uma entrevista com o chef do restaurante mais comentado de 2081 - um lugar especializado em comida típica do Brooklyn no final do século XX. Parte de uma edição da Eater sobre o futuro da comida.

Migrações

Há anos Umberto Eco observa e comenta a questão das migrações. Um grande fã da União Europeia, ele fala do problema neste momento.

18.9.15

Supertrunfo da opressão

Sociólogos identificam dois tipos de sociedades: sociedades de honra - nas quais as ofensas são respondidas pelo ofendido, muitas vezes com violência - e sociedades de dignidade - onde os ofendidos ignoram as ofensas, passam a evitar o agressor ou recorrem à lei em casos extremos.

Este artigo propõe que um terceiro tipo está surgindo: a sociedade da vitimização.



12.9.15

Uma praga do mundo moderno

Tsundoku: comprar livros que se empilham pela casa, sem lê-los.

1.9.15

31.8.15

Oliver Sacks (1933 - 2015)

O neurologista Oliver Sacks morreu ontem, domingo. Além de médico e pesquisador, ele foi um escritor de mão cheia. Nos seus últimos meses, ele escreveu com excepcionais dignidade e beleza sobre a sua morte se aproximando.

27.8.15

Confundir é comunicar

Eu aprecio muito sarcasmo. Como usuário constante, gosto até quando sou alvo de um comentário cortante e perspicaz. Claro, sarcasmo e ironia dificultam ser entendido muitas vezes, mas me pergunto sempre o quanto quero me meter com pessoas intensamente sinceras.



Liberdade de expressão vs política identitária

The demand from identity is that we should respect not just the person qua person but also his or her beliefs. It’s a demand that undermines individual autonomy, both by constraining the right of people to criticise others’ beliefs and by insisting that individuals who hold those beliefs are too weak or vulnerable to stand up to criticism, satire or abuse. Far from according them respect, the politics of identity treats people less as autonomous beings than as vulnerable victims needing special protection.

26.8.15

Enquanto isso, na Sala de Justiça

Aprenda a desenhar os personagens da editora como eram em 1982 com o guia de estilo da DC Comics. A maioria dessas imagens parece ter sido usada no álbum de figurinhas mais querido da minha infância.

24.8.15

O sabor da nova geração

Os millenials - gente que tem idade para ter terminado a faculdade nos últimos anos - são muito preocupados com comida. Algumas hipóteses dos motivos.

22.8.15

Sangue de Cristo

Uma interpretação bastante particular da Bíblia proíbe as testemunhas de Jeová de receberem transfusões de sangue. Isso levou alguns médicos a pesquisar formas de reduzir a perda e o uso de sangue em cirurgias. Aparentemente, transfusões não são tão úteis quanto se pensava.

20.8.15

Pílulas de Sabedoria

Uma série de vídeos sobre ideias filosóficas narradas por Gillian Anderson, Stephen Fry e Aiden Turner. Roteiros de Nigel Warburton e produção da BBC.

15.8.15

"Não parecia uma boa ideia na época"

O primeiro protótipo de uma câmera digital foi feito nos laboratórios da Kodak - empresa que acabou sendo aniquilada pela fotografia digital.

Kimota!

Neil Gaiman fala sobre seu retorno a Miracleman, depois de mais de vinte anos. Embora Alan Moore tenh escrito as histórias que deram fama à versão revisionista do personagem, eu prefiro as histórias de Gaiman. Enquanto as ideias de Moore foram imitadas à exaustão por outras hqs de supers, a Golden Age de Gamiman continua muito interessante.

13.8.15

Um debate complicado

Os padrões morais mudam e, gradualmente, questões se colocam. Mas muitas das questões e métodos de argumentação favoritos determinados ativistas têm efeitos terríveis sobre o debate moral e não passam de uma tentativa de silenciamento de outros grupos. Além de ser tremendamente infantilizante e tóxica, essa abordagem não se preocupa em nada com como nossos padrões éticos devem evoluir no futuro.

Sem putaria?

Descobertas na infância, abuso e sadomasoquismo são alguns assuntos tratados pelos novos videogames sexuais.


11.8.15

Comida congelada

Como é a comida nas bases na Antártica, onde as entregas do supermercado só chegam de vez em quando.

9.8.15

Olhares de Tokyo

Gifs animados de cenas japonesas cotidianas. O estilo pixelizado e plano lembra os RPGs de computador dos anos 90.

8.8.15

Internet: 2015

The theory always went that BuzzFeed couldn't be all cat GIFs, because it would very quickly wear out its welcome. But that theory was wrong in one crucial aspect — with the rise of social media, a site's brand identity is a little less important with every year. Gawker is important to those of us in the media because it's Gawker, with its strong institutional voice. But to someone not entrenched in the world of the media (which is the vast majority of everybody), it's just another Facebook content provider. Social media has, essentially, turned every content provider into a syndicator.

7.8.15

Who you gonna call?

Não vejo nenhum problema em um político ou empresário usar ghostwriters em seus livros. Mas um jornalista ou escritor fazer o mesmo é meio vergonhoso.

Carteiras ativistas

Nos anos 90, o ativismo contra grandes marcas e suas práticas injustas em países distantes de seus consumidores se tornou um movimento mundial que conseguiu alguns avanços. Mas as práticas capitalistas se transformam. Comprar eticamente é muito mais complicado do que evitar grandes marcas, já que muitas vezes ninguém sabe bem as condições de produção das suas escolhas.

5.8.15

No supermercado

As empresas de produtos alimentícios reconhecem o valor de uma embalagem sofisticada para atrair o consumidor. Como alguém que já comprou coisas só pela embalagem, eu aprovo.



4.8.15

Paisagem sonora

Como aparentemente todos os outros passos, o som de um filme é muito complicado.



2.8.15

Daí fica chato

Um novo livro defende que cozinhar não é arte, é matemática. Conheça algumas proporções.

Sua missão, se decidir aceitá-la

Uma boa análise da série Missão Impossível no cinema - cujos filmes têm em comum apenas Tom Cruise e a disposição de deixar os diretores serem eles mesmos. O quinto da série estreia dia 13 de agosto.

31.7.15

Quando você não precisa de respostas

Em vez do Google, por que você não experimenta alguns buscadores alternativos? É claro que não estou falando do Bing.

29.7.15

Como eu não sabia disso?

In a secret project recently discovered, the United States planned to blow up the moon with a nuclear bomb in the 1950s as a display of the country’s strength during the Cold War space race.

Do machado aos drones

Uma história animada das armas. Parte de uma série sobre a evolução de diversos campos: de habitações a cortes de cabelo.

28.7.15

Quase um livro

Haruki Murakami em três versões: dois contos - Kino e Scheherazade - e em um ensaio sobre como ele se tornou um romancista.

24.7.15

Já tentou reiniciar?

Ao modernizar seus carros, as montadoras entregam o controle a hackers. Desligar seu motor ou os freios na estrada é só uma das formas que black hats podem o matar você num futuro próximo.

Não é só a minha opinião

I spend far more time arguing on the Internet than can possibly be healthy, and the word I’ve come to loath more than any other is “opinion”. Opinion, or worse “belief”, has become the shield of every poorly-conceived notion that worms its way onto social media.

23.7.15

Além do printscreen

Os mundos dos videogames são cada vez mais detalhados e ricos: material de primeira para fotógrafos dentro deles.



"O Professor X é um idiota!"

Ou faria como a indústria farmacêutica, que pesquisa mutantes para criar remédios e faturar.

22.7.15

Devia ter postado isso mais cedo

Porque algumas pessoas estão sempre atrasadas. Muitos reais de análise economizados de ter lido esse texto. Mais de uma vez já me peguei dizendo que o que eu odeio é sair de onde estou.



A adaptação mais idiota de todas?

A Sony comprou os direitos para um filme baseado nos Emoji. 💩💩💩💩💩

16.7.15

15.7.15

Eles não precisam de Skynet.

Quando os robôs vão dominar o mundo? Minha aposta é que eles vão ter dominado o mundo quando os carros que se dirigem sozinhos nos deixarem onde não queremos e vamos achar normal.

9.7.15

O Futuro é decepcionante

A Folha de São Paulo fez uma pesquisa sobre as opiniões e comportamentos dos jovens que nasceram depois da Internet. O retrato pintado é de uma geração conservadora, dinheirista e moralista. Alem de hipócrita: 51% afirmam ser errado ver pornografia.

8.7.15

A menina tem bom gosto

As aventuras literárias de Henrieta, a menina leitora de Liniers. E, para quem está em São Paulo, tem exposição sobre o autor até o início de setembro.

Neo-Springfield, 2029

Os Simpsons + Akira = Bartkira. Com versões em quadrinhos e vídeo.

6.7.15

Obras-primas do nosso tempo

Alguns dos clássicos da música pop dos últimos trinta anos não surgiram em discos, mas nos videogames. Um exemplo é a Game Over de Super Mario.

A Tristeza é muito chata

Um dos consultores científicos do filme comenta a psicologia de Divertida Mente. Contém spoilers.

2.7.15

Tantos livros, tão pouco tempo

I want to buy a book—perhaps it’s a specific book, identified in a review or mentioned by a friend, or perhaps simple intellectual restlessness has put me in the mood to browse a bookstore shelf and find something new. As I descend to the streets of the city where I live, I recall that many fine unread books remain on my overstocked shelves at home. I’m aware of them every hour of the day, even when I look up from the book I’m currently reading. They remind me of promises made to read them when they were bought; some of these promises are now decades old. My shelves also hold certain already-read volumes that deserve a careful, more mature rereading. I should turn back.

29.6.15

Como ser invisível

Cody Carlson se infiltrou em fazendas de criação para investigar abusos contra os animais. Ele dá suas dicas para não ser percebido.



22.6.15

Bóia-fria

Restaurantes japoneses em São Paulo estão apostando no bentô - a linda marmita japonesa.

18.6.15

Quando os PCs eram novidade

Como anunciar toda uma nova categoria de produtos? O desafio que Apple e IBM encontraram quando lançaram seus computadores pessoais. Parte de uma série sobre a publicidade nos anos 70.

12.6.15

Estraçalhando verdades

Pós-modernos e o pessoal dos estudos culturais atacaram os conceitos de verdade por motivos políticos de esquerda, sem esperar que a direita mais idiota e radicais religiosos adotassem suas ideias para seus próprios fins. Nunca houve tantas justificativas para quem quer ser ignorante.



11.6.15

Metafóras

If you could ask Dante where he got the idea of life as a road, or Rilke where he found the notion that time is a destroyer, they might have said the metaphors were hewn from their minds, or drawn from a stock of poetic imagery. Their readers might have said the imagery had origins more divine, perhaps even diabolical. But neither poets nor readers would have said the metaphors were designed. That is, the metaphors didn’t target people’s cognitive processes. They weren’t engineered to affect us in a specific way.

Can metaphors be designed? I’m here to tell you that they can, and are.



10.6.15

Outra coisa na sua cabeça

Ou o problema da consciência já está resolvido - e a resposta é simples - ou vamos conviver com ele por muito tempo. Mas não deixa de ser fascinante.



Pagando fontes

O Wikileaks está arrecadando US$100 mil para comprar documentos da Parceria Transpacífico. Pagar fontes é prática execrável no bom jornalismo, mas nesse caso não parece apenas razoável, mas necessário, em um caso em que o interesse público ganha das boas práticas. E quais as consequências possíveis disso?

Proibido para daltônicos

Encontre o quadrado de cor diferente. Fácil assim.

Coisa da sua cabeça

Se fingir de doente é algo que as pessoas fazem há muito tempo, por diversos motivos. Mas, às vezes, o próprio fingimento é a doença, como no caso da síndrome de Münchausen.

8.6.15

Idade das Trevas

Antes do Google, as pessoas buscavam respostas a perguntas estranhas nas bibliotecas. A biblioteca pública de Nova York tem um arquivo dessas perguntas.

7.6.15

Zoológico ambulante

Pessoas nos EUA inventaram a categoria de "animais de apoio emocional" para poderem levar os bichos para todo canto. Uma jornalista experimentou passear com cinco bichos diferentes - de cobras a alpacas - em diversos lugares, como museus e restaurantes.

Departamento de Aquisições





Perco o amigo, mas não perco a piada

Embora tenha meus momentos de dúvida, acho que tudo pode ser motivo de piada. E regras do tipo "ria de quem está por cima, não por baixo" só fazem diminuir a graça e as possibilidades de iluminação e comentário social do humor. E, nesses tempos de humoristas fazendo o papel intelectuais públicos - qualquer censura ao humor é uma censura à possibilidade de discutir ideias. Em particular, acho que Amy Schumer é particularmente boa em lidar com temas espinhosos.

1.6.15

Congregação atéia

Em busca de maior aceitação, grupo de ateus nos EUA estão se organizando para mostrar que são gente boa, se concentrando em uma mensagem de tolerância e aceitação e deixando de lado os debates teológicos. Como se essas questões não fossem fundamentais em assuntos cotidianos.

30.5.15

Espaço punk

Não são só grandes empresas que estão investindo na exploração do espaço. Ir além da atmosfera é barato suficiente para ser um hobby.



28.5.15

"Você estava lá?"

O relato de um aluno que acreditava no criacionismo e porque falar do "debate" só prejudica o aprendizado.

25.5.15

No freezer

Perto do Polo Norte, um projeto tenta preservar a humanidade de pragas e modificações climáticas. É o banco internacional de sementes.


Tão fácil quanto cerveja

Cientistas criaram uma variedade de levedura que produz morfina. Com essa possibilidade aberta, a Guerra às Drogas ficou ainda mais sem sentido.



21.5.15

Departamento de Aquisições



Futucando nas prateleiras da Cultura, achei esse quadrinho espanho sobre hipsters. Depois descobri que é uma tira que sai na GQ da Espanha.

17.5.15

William Gibson, rapidinho

Now I’m older, the future suddenly looks far grimmer than anything I’d have imagined – not simply that it won’t contain me, but that it won’t contain, for instance, tigers.




É que eu sou latino

Dessa lista de livros que todo homem branco tem, eu tenho -ou já tive - dezessete.



Closing The Suitcase

Mad Men termina hoje e saberemos se alguma dessas possibilidades é verdadeira. Será que apesar das dificuldades de terminar bem uma série, o episódio final entra nessa lista de finais mais marcantes?

Um grande bazar

A ascensão e queda da Silk Road - um mercado online de drogas baseado em um protocolo de anonimato na rede e uma moeda sem banco central. Uma daquelas matérias enormes que a Wired adora publicar e que me mata de inveja.

Coisas que se acumulam: revistas não lidas

Nestes tempos, assinar uma revista cabeça é um misto de aspiração, exibicionismo e esperança. Uma forma garantida de sentir culpa.

16.5.15

Resenhando tudo

Ted Wilson é um octogenário que está resenhando o mundo, uma coisa por vez.

Decepções da vida

Quando eu era criança, ficava muito decepcionado porque a comida chinesa vinha em marmitexes em vez daquelas embalagens que apareciam nos filmes. Aparentemente ninguém come nelas na vida real.

15.5.15

Cada um, cada um

A sexualidade humana é extremamente variada, como demonstra essa lista de fornifilias.

14.5.15

Tecnologia e oralidade

Most human beings worldwide would rather talk than read. Reading and writing are late inventions in the human story; widespread literacy in most places is only a few centuries old. And the fact that in black-and-white pictures of a commuter train almost every passenger is reading was an artifact of the technological state of things at the time. Today, most of those people’s equivalents are either talking on their phone or listening to music on it. Their forebears in those pictures would have been as well, if there had been devices to allow it. Most of them were only reading because it was the only way to pass the time.




8.5.15

Natural?

Há muito pouco de natural nos vegetais que compõem nossa alimentação. A mão do homem guia a evolução dos alimentos das formas originais para as que encontramos nos mercados desde o surgimento da agricultura.



7.5.15

Mão aberta

Pensamos na generosidade como algo intrinsicamente positivo. Mas ela pode causar enormes danos quando foge ao controle.

1.5.15

Top 40

Os quarenta (!) melhores filmes baseados em quadrinhos da Marvel desde o seriado do Capitão América da década de 40. Eu prefiro Vingadores e Dias de um Futuro Esquecido a Guardiões da Galáxia, mas a lista é boa.

Um lixeiro explica o Egito

A partir da coleta de lixo e da história de um lixeiro no Cairo, Peter Heller faz uma análise muito interessante e perspicaz da vida no Egito - dos serviços à vida conjugal. O tipo de matéria que causa inveja em qualquer jornalista.

29.4.15

28.4.15

A coisa mais impressionante já feita com Lego

Meio milhão de peças foram usadas para fazer um carro de Lego que anda de verdade. Com gente dentro.

26.4.15

Jardinagem nuclear

Nos anos 50, pesquisadores e a sociedade americana estavam preocupados em encontrar usos pacíficos para a energia nuclear. Um dos usos mais estranhos foram os jardins atômicos, onde material radiotivo era usado para criar mutações em vegetais.

Mais bizarro que Superman Muhammed Ali

O crossover mais estranho de todos os tempos: Demolidor encontra Uri Geller.

23.4.15

Vidas passadas

Antes de ser eu, eu já fui Dom Pedro I, um cardeal e um santo, entre outros. Descubra você também quem você foi com a Reincarnation Machine.

21.4.15

Dawkins nunca vai ganhar a discussão

Algumas pesquisas indicam que as pessoas pensam de forma diferente ao tratar de suas crenças religiosas e fatos comprováveis. Desde o vocabulário até o que vale como evidência.

Não tenha medo da Skynet

Algumas transações estranhas e muito rápidas indicam que alguma inteligência artificial aprendeu a ler tweets para jogar no mercado de ações. Prevejo um futuro onde meia dúzia dessas vão concentrar toda a riqueza do mundo.

18.4.15

Opções infinitas

Formas de vida artificiais, criadas por biologia sintética, estão começando a surgir.

15.4.15

É barril

As consequências geopolíticas do petróleo mais barato. Elas são muito mais complexas e duradouras do que tendemos a achar.

Seres do além

Toda vez que leio relatos como esse eu fico triste. A história de contatos com seres que são mais que aliens, mas deuses, me parece alguém escorrendo pelo ralo da esquizofrenia.

Não tem quase nada no Netflix

Os dez melhores filmes da década até agora.

A cegueira não é só brasileira

But if Brazil’s drought is shocking, Wall Street’s shortsighted approach to the country is appalling. Institutional investors’ reports on the country – the seventh largest economy in the world – cite worries about inflation, government cutbacks and low consumer confidence. But I could not find a single analysis that mentioned the existential threat facing the country: the megadrought that is expected to last decades and could destroy the Brazilian economy. Not a single analysis cited the brutal global impact that this will cause.




10.4.15

Sobre prisões

Entre os extremos do modelo de prisão humanitária norueguês e a crueldade das prisões de segurança máxima americanas, o Brasil fica em algum ponto mais para a direita, mas sem uma resposta pensada sobre que destino dar aos piores criminosos.
Seguir o desejo de vingança que está na base da redução da maioridade penal - que, como penas mais longas, parece não adiantar muita coisa - é destruir totalmente vidas de gente jovem com quem Estado e família já falharam.
Com uma polícia muito questionável e presídios que precisam dar lucro, o sistema prisional brasileiro deve ficar ainda mais injusto nas próximas décadas.

6.4.15

Uma beringela desse tamanho

Move over, banana: The eggplant has risen to become America’s dominant phallic fruit. It wasn’t too long ago that comparing a penis to an eggplant inspired associations with horrific, intimate trauma. But now, the eggplant readily connotes a quite healthy package.


4.4.15

Method Acting

A testa de Pete Campbell não pára de aumentar em Mad Men há algum tempo. Eu achava que era o ator ficando careca, mas é só o personagem.

Ai, meus thetans!

Going Clear é um documentário sobre a Cientologia. Baseado em um livro de mesmo nome, que cresceu de uma reportagem na New Yorker, ele fala de algumas das maluquices da polêmica seita - não de todas, porque são muitas e muitas. Já um torrent perto de você.

Don Draper não usaria

Homens adultos devem usar emojis? Só com quem você não tem medo de parecer bobo, na minha opinião.



Mansão aérea

Como é voar no vôo comercial mais luxuoso do mundo.

2.4.15

Parem as máquinas

Um novo romance de Umberto Eco, falando de jornalismo.

Tudo que é demais é em demasia

Ortorexia nervosa: a preocupação excessiva em comer "corretamente". Há um teste para avaliar a severidade dos sintomas.



29.3.15

Top 20 Brasil

Vinte videoclipes que você assistia há vinte anos. Isso se voce tinha sorte e a MTV transmitia para a sua cidade.

Céu de estrelas

Saiu a lista dos restaurantes estrelados pela versão brasileira do Michelin. Um duas estrelas. Nenhum três estrelas.

19.3.15

A verdade está lá fora

The problem with conspiracy theorists is not, as the US legal scholar Cass Sunstein argues, that they have little relevant information. The key to what they end up believing is how they interpret and respond to the vast quantities of relevant information at their disposal.




18.3.15

Somos outros

Se um dia personas públicas foram algo exigido apenas de políticos e celebridades, hoje todos construímos uma nas redes sociais - e elas não necessariamente nos refletem com precisão. Portanto é possível que seus amigos não sejam necessariamente daquele jeito.



15.3.15

It's oh so quiet

Ao contrário do que sugerem alguns produtos-conceito fantasiosos , modificar eletronicamente o som de um ambiente não é simples. Mas o resultado é cada vez mais necessário num mundo ruidoso.



12.3.15

O trailer (falso) do ano

Se Batman vs Superman for totalmente não irritante assim...

Jura?!

Um estudo australiano de 225 artigos concluiu que homeopatia não cura ninguém e aind apode fazer mal. Milhões de pessoas não ficam nada surpresas.

11.3.15

Para quem acha que (só) nossa oposição é cretina

Um grupo de republicanos escreveu uma carta para o presidente do Irã avisando que as negociações dele com a administração não vai colar.

House of Cards no Nintendinho

A Netflix promove dias de hacking para sues funcionários. No mais recete, uma dupla fez uma versão do serviço para o NES.

6.3.15

Passarinha surrealista

Adoro a Lola, personagem da tira infantil do Laerte.

Accelerando

Manfred is at the peak of his profession, which is essentially coming up with whacky but workable ideas and giving them to people who will make fortunes with them. He does this for free, gratis. In return, he has virtual immunity from the tyranny of cash; money is a symptom of poverty, after all, and Manfred never has to pay for anything.

5.3.15

Quando em dúvida...

But just having a strange and powerful experience doesn’t determine what you believe. I walked off that train with a new respect for why people believed in magic, not a new understanding of reality. Sometimes people have remarkable experiences, and then tuck them away as events they can’t explain.


2.3.15

O melhor produto da Apple

John Ive é o homem por trás do design da Apple desde o iMac. Sem dúvida um dos maiores responsáveis pela cara do presente.

Só para lembrar

Stephen King doesn’t write ideas down because he believes that if he doesn’t remember the idea later, then it wasn’t interesting enough to be in a book. You are not Stephen King.

25.2.15

Money, money, money

A designer Barbara Bernát criou um conjunto de cédulas para o Euro Húngaro como projeto de conclusão de um curso. As notas trazem animais e plantas da região e são lindas. Deixo como sugestão que alguém crie novas notas de Euro Grego, com produtos perecíveis ilustrando.

19.2.15

Sábios Conselhos

Se você gosta da ficção de Haruki Murakami, que tal dar uma chance para a coluna de conselhos dele?

Adultescência

The secret (which is only a secret to those still too young to have experienced it) is that adulthood is not something we consciously embrace, a set of rules we one day agree to follow. It's a set of perceptions and assumptions that everyone has about us, though we may still feel like children inside. How the hell did I become an adult?



Os perigos do politicamente correto

Algumas reflexões muito importantes sobre as origens e a agenda do politicamente correto - e como ele prejudica o debate de ideias.

18.2.15

Comida e cultura

Uma intolerante a centenas de alimentos e uma gourmand impossível de tolerar ensinam a cozinhar sem usar quase nenhum ingrediente. É o Katering Show.

17.2.15

Quanta tranqueira!

I recently discovered the secret to livening up even the dullest conversation: Introduce the topic of clutter. Everyone I meet seems to be waging a passionate, private battle against their own stuff, and they perk up as soon as you mention it

5.2.15

Desliga isso aí.

Além da irritação constante, as televisões em lugares públicos ainda acabam com a decoração dos lugares.

3.2.15

Dicas para ler mais

Muito provavelmente, sua lista de resoluções para 2015 traz "fazer exercícios" e "ler mais" nela. Embora eu não possa ajudar no primeiro, desde 1998 tenho conseguido meu objetivo de um livro por semana, até superando em alguns anos. Achei alguma dessas dicas muito boas.

27.1.15

A comida de São Paulo, há 140 anos.

Em comemoração aos seus 140 anos, o Estado de São Paulo trouxe cadernos temáticos sobre a época da sus fundação. O caderno de gastronomia é particularmente interessante.

24.1.15

O velho é novo de novo

As razões para que velhas tecnologias conseguiram uma nova vida são variadas, mas podem ser resumidas a duas: colecionismo e a vontade de se destacar em um mundo imaterial.

22.1.15

Torres de Babel

Muitas línguas vão desaparecer no próximo século, mas é bobagem acreditar que o inglês vai perder espaço. Além de falada internacionalmente, é uma língua com grande capacidade de renovação.



11.1.15

Fonte padrão

A origem da Times New Roman, provavelmente o tipo mais usado no mundo (depois da Comics Sans).



8.1.15

Para ser popular é indispensável ser medíocre

Charm is the ability to arouse approval for oneself, to seem socially adept. Wit is a more precise skill. Oscar Levant claimed never “to stoop to charm.” Unlike charming people, witty ones can offend, and often don’t care if they do. I myself prefer to be liked rather than admired for such shreds of wit as I do possess.


Ressuscitando receitas

Duas especialistas em literatura inglesa do período moderno recriam receitas de séculos passados. Mesmo com anotações antigas em mãos, há muita adivinhação e improviso no preparo, por conta de ingredientes extintos e palavras de significados confusos.


6.1.15

O sentido da vida

The philosophy of meaningfulness emerges in a culture in which there is no common moral vocabulary or framework. It emerges amid radical pluralism, when people don’t want to judge each other. Meaningfulness emerges when the fundamental question is, do we feel good?




4.1.15

Manual de instruções

Quando a Apple lançou o primeiro Mac, obviamente ninguém sabia usar uma interface gráfica. Por isso a empresa criou uma rotina de treinamento sincronizada com uma fita cassete.



1.1.15

Tudo que você não quer comer

Dez grandes nojeiras que a indústria do fast food inventou em 2014. Maconheiros de todo o Brasil choram porque nada está disponível por aqui.



Feliz 2015 !

O Leituras do Dia continua no ano novo - seu décimo quinto.


Serviçais em tempo real

In many ways, social class can be defined by the chores you don’t do. The rich have personal assistants, butlers, cooks, drivers. The middle class largely do their own errands — with the occasional babysitter, pizza boy, maybe a cleaner. The poor do their own chores, and the chores of other people.

Then came on-demand’s disruptive influence. The luxuries usually afforded to one-percenters now stretch to the urban upper-middle class, or so the technology industry cheers.